sábado, 21 de maio de 2011

Quando os poderosos vão em cana


Nafissatou Diallo é uma jovem africana nascida na Guiné. Camareira do Hotel Sofitel, em Nova York, foi estuprada na suíte 2806, pelo chefão do FMI, Dominique Strauss-Kahn.

Apenas de fiança, o chefão do FMI pagou 6 milhões de dólares e pagará cerca de 200 mil dólares de aluguel da mansão aonde ficará 'preso', enquanto aguarda julgamento.


A prisão de DSK é a demonstração de que os poderosos não estão mais tão seguros e imunes à justiça, norte-americana...

4 comentários:

Acreucho disse...

Moisés, parece-lhe plausível que uma jovem como esta camareira no vigor da juventude não pudesse "dar um chega pra lá" neste traste velho? Estórias estranhas tem acontecido recentemente.

Estou Sabendo disse...

E aqui no Brasil, o Ministro Chefe da Casa Civil, ganhou em "consultorias" uma fortuna que provavelmente se ele ficasse como Ministro por duzentos anos não ganharia, e ninguém vê nada de errado.

Denise disse...

Isso acontece só lá nos Estados Unidos, aqui a coisa é diferente, visto o nosso ministro Palocci, novamente na mídia. Será q um dia nossos políticos conseguirão ser bons exemplos?

Acreucho disse...

Denise, aí você está querendo demais!