quarta-feira, 17 de novembro de 2010

QUANDO A ALMA RECLAMA


Há dias em que você procura um lugar aonde o seu coração possa respirar em paz. E nada encontra. Liga a tv, a internet, os jornais, e tudo é política, é religião comercial, é disputa de poder, é violência, é tráfico de drogas, é criança nas ruas, desempregados, juntos aos ‘nossos’ mendigos e prostitutas.

E ninguém é culpado, ninguém estava lá na hora do crime. Todos nós dizemos: eu sou inocente, eu sou honesto e limpo de consciência. O culpado é o outro, especialmente se estiver numa outra igreja, em outro partido e em outro quarteirão.

Nessas horas eu ligo meu velho computador e ouço os hinários dos meus padrinhos e das minhas madrinhas.


Não sei se me anestesio, mas o meu coração respira melhor. E eu me esforço para encontrar as minhas culpas.

2 comentários:

Lu disse...

Olá! Moisés!!!!!

Gostei da reflexão!
Palavras sábias!

É! O nosso EU interior sente falta de um lugar tranquilo, onde respiro a PAZ, o amor humano; o ar puro da floresta!
Como é bom ouvir, palavras de sabedoria, de quem sabe o diz; nos faz sentir um acolhimento! E nos dar força, pra pensar em mudança!!!!


Abraço!

edivan disse...

Isso é óbvio!!! E jamais encontraremos essa paz se não vizermos a nossa contribuição, uma contribuição que pode ser dada da forma mais simples que possa existir: "O amor ao próximo", não sei se nós seres defeituosos chegaremos ao estágio do respeito, da tolerância, do amor ao próximo, da compreensão... Mas sei q alguns de nós já faz sua singela contribuição. E também reconheco o bom ser q vc é! Abraços!!!