quinta-feira, 8 de abril de 2010

Na terra dos outros



Estamos em Brasília para o ato do PCdoB de apoio a Dilma Roussef, como pré-candidata à Presidência da República.

Os camaradas daqui precisarão entender que nós viemos de um lugar que tem candidato a presidente. Somos do Acre, que tem Marina Silva, mulher, biografia limpa, amiga dos comunistas acreanos, coração verde.

Não vai ser fácil. Vamos lutar por Dilma sem, em nenhum momento, atravessar o caminho sustentável da Marina. É que ninguém vai conseguir tirar a Marina do nosso coração.

No Acre vai ganhar uma mulher!

8 comentários:

Isaac Melo disse...

Caro Moisés,
sinceramente não entendo essa postura de vocês. Isso me leva a pensar que na política os interesses ainda falam mais alto. Senão, qual a explicação?
Não costumo endeusar a Marina, mas ela é aquela ponta de decência humana que permanece intacta, quando todos julgam o ser humano perdido.
Vivemos um momento histórico para a história política acreana. Só o fato de termos ela lá já significa muito. É sinal de que queremos sair da tutela, da velha política 'da privatização com mensalão'.
Por tudo isso não creio que você, como defensor da utopia verde, prefira os frutos do quintal do vizinho aos seus.

Um fraterno abraço!

P.S. não quero convencê-lo de nada, é apenas minha impressão, por um lado, de esperança, e insatisfação, por outro.

Anônimo disse...

É isso aí deputado....e meu voto é da MARINA!

conectado disse...

Tô só esperando o início da campaha eleitoral. Tenho quase certeza que os petralhas vão bater na Marina. Até menos, porque seus índices ainda são modestos. Uma mulher de fibra que saiu do PT ilesa de corrupção. Coisa rara. E saiu do governo lula dizendo que perdia a cabeça, mas não o juízo.
Como os petralhas são insensíveis, sem coração, razão pura, pensam somente no poder, em detrimento de valores morais, que outrora lhe serviram de escada para a chegada ao poder, não terão a mínima sensatez, escrúpulo, gratidão e pudor em bater em uma pessoa íntegra como a Marina, que saiu do PT envergonhada pela corrupção e incoerência.
Ainda bem que você Moisés, que às vezes vejo que defende os Petralhas de forma exagerada (cuidado com defesa cega, um dia você também pode não servir mais) teve lucidez em escrever esse post em homenagem à Marina. Defenda a mãe da floresta, não à do CHUCK.

Acreucho disse...

Amigo Moises, eu e, acredito que você também, que somos curtidos na política sabemos, pela nossa experiência, que: a candidatura de Marina é um balão de ensaio, uma preparação para próximas eleições e também sabemos que deve haver alguma combinação para ela sair do Senado, assim... para poderem (Jorge e Cia) alçar o Edvaldo Magalhães para lá. Era o combinado e tiveram que cumprir. Aí inventaram essa pantomima de sair do PT e ir pro PV. E o Edvaldo é um bom nome. Algo foi prometido a ela, que nós, mortais não sabemos, arrisco um ministério numa possível, acredito impossível, vitória de Dilma; senão, secretarias pra se aguentar no Acre até uma próxima eleição isso é seguro e sabido, ela será candidata à Prefeitura de Rio Branco, caso Dilma dê com os burros nágua. Sendo assim, não precisa se justificar com Dilma, Lula também perdeu aqui, na última eleição. Um abraço.

UJS DE CRUZEIRO DO SUL disse...

Esse cara é maluco dizer que a marina não tem postura e posição, que é uma armação sua candidatura.... vamos ser oposição , mas aprendam com a gente. Acreucho Tire o Acre deixe só o portucho.

conectado disse...

Discordo do Acreúcho quando discorre sobre a Marina. Sua análise perde chão quando ele conjectura sua candidatura a um possível acordo com Dilma, e candidatura à prefeitura. Marina deixou um ministério. E era justamente o do meio ambiente. Por que teria pretensão em outro ministério?
Agora gostei muito da análise do Isaac. Realmente, se marina é sinônimo de ética e valor, qual sentido teria alguém honesto e de caráter apoiar uma candidatura que representa a maior decepção que conheço, a morte da esperança como é hoje o PT?

Acreucho disse...

Bem, segundo a análise do UJS então Marina Silva é uma aventureira, sim, porque deixar uma posição importante que ocupava no governo Lula, um Ministério, e abdicar de uma vaga garantida no Senado, onde poderia fazer muito pelo Acre, pelos acreanos e pelo meio ambiente, pra se lançar numa aventura como essa candidatura à presidência, não tem sentido, principalmente sabendo ela que não terá chance de vencer, seus opositores são "muito maiores" politicamente do que ela. Porque Marina deixou o PT e não foi pra oposição? Sim, porque no Brasil só existem dois lados, situação e oposição, uma "terceira via" é algo virtual, criado por alguns utópicos políticos "sem chances", para justificar suas candidaturas. Se alguém tiver uma explicação para as atitudes de Marina por favor... me mande, até lá, não abro mão da minha opinião. Marina teve sim, "que ceder" seu lugar para um segundo candidato da Frente, como não poderia "simplesmente" renúnciar ou não se candidatar a reeleição, inventaram essa saída do PT e a candidatura a presidência. Pense caro UJS, a candidatura de Marina a presidência é a coisa mais sem sentido dos últimos tempos. Marina é um lírio no meio do deserto, limpa, indefesa, ingênua, insegura. É um bebê, caminhando sozinho numa calçada da Av. Paulista. Não há sentido. Caro UJS vou continuar com o "Acre", do "ucho", porque é o que sou, Acreucho, "um gaúcho que ESCOLHEU o Acre para viver e morrer". Um forte abraço!

PS: o Ecos Socialistas está se tornando um local de debates, isso é muito bom.

Panthio disse...

Meu caro amigo Acreucho, quero fazer das palavras do Moisés as Minhas, vc é um cara que seguras suas convicções políticas, se a oposição tivesse segurança nas opiniões que nem vc, não estariam na peia.E eu fico provocando o debate com vc tudo saudável, um abraço....