domingo, 31 de janeiro de 2010

CONTRAPONTO DE RESPEITO



O jornalista Archibaldo Antunes abriu um blog e vem escrevendo sobre assuntos polêmicos. O que chama a atenção é que ele está se dedicando a desmontar argumentações produzidas pelo nosso campo, vinculadas aos governos Lula e Binho Marques.

Diferente de outros escribas da oposição, Arquibaldo Antunes navega no seu teclado tucano de forma competente e aplicando a máxima de que é preciso desconstruir primeiro uma idéia para depois desmoralizar.

Archibaldo Antunes, apesar de jovem, é como se tivesse ajudado Davi a escrever os seus Salmos e influenciado Salomão nos seus Provérbios. Um jovem escriba com pena experiente e mordaz.

Archibaldo Antunes escreveu um longo texto, com pesada argumentação contra os líderes principais do PT, e ninguém retrucou com uma única vírgula.

De nossa parte, tem gente demais nas esferas do poder e outros que se acham lá. Quase não sobra tempo para ler os argumentos da oposição e se contrapor.

Alguns jornalistas do nosso campo se tornaram enfadonhos e não percebem que pode chegar o tempo de mais gente se cansar.

Precisamos de jovens jornalistas, que podem ter 60 anos, para produzir de forma literária a formidável conquista que tem sido o governo da Frente Popular, nesses últimos doze anos.

Archibaldo Antunes está desafiando o entardecer do jornalismo acreano e chamando para a boa briga entre penas, tintas e teclados.

O que é bom em Archibaldo Antunes é que ele luta ao ar livre, de frente, no sol.

De minha parte, fica a minha divergência com muitas de suas argumentações, o meu mais profundo respeito pelos seus pontos de vista e a minha admiração pelas suas letras.

2 comentários:

Isaac Melo disse...

Um exímio escritor, embora,imbuido, às vezes, de certa arrogância!

Um abraço, Moisés!

conectado disse...

Isaac, do que vc chama de arrogância? Vai dizer que acostumou-se a Altino Machado, que não diz nada...
Será que é arrogância mesmo ou porque Arquibaldo destoa em qualidade dos escribas acreanos?
Como a ciência, Arquibaldo bate de dentro para fora.